google-site-verification=lwSkUsEtHVQAIMFZ1LnQvcrY773yqItpCN4nQG6Gv-g
Buscar
  • Eliézer F. Barbosa

Cães também tem superstições?


Superstição

Crendice; crença sem fundamento racional e lógico que, normalmente, se baseia em situações recorrentes ou coincidências eventuais. Crença que faz com que alguém crie certas regras ilógicas, tenha medo de coisas inofensivas ou acredite em coisas sem fundamento.

O experimento de Skinner e a superstição das pombas


Em um experimento científico feito por volta da década de 1930, Skinner, reúniu um grupo de pombos famintos. E os colocou cada um em uma caixa separada. Essas caixas possuíam um mecanismo que liberava o acesso a comida a cada quinze segundos. E os deixou nessas caixas por algumas horas.

Ao retornar, Skinner percebeu que cada pombo executava um comportamento diferente, próximo de completar os quinze segundos. Alguns comportamentos eram: dar a volta em torno de si, balançar a cabeça, bicar a parede, abanar as assas, sentar, ciscar o chão, entre outros.

O mais interessante foi perceber que cada pomba sempre repetia o mesmo coportamento instantes antes de fechar os quinze segundos. Cada comportamento, era portanto, uma superstição.

O que aconteceu é que no ínicio, os pombos não sabiam como liberar a alimentação. Então, começaram a expressar comportamentos aleatórios. E aquele comportamento que antevê a recompensa da comida foi reforçado por ela. Dessa maneira surgiu a superstição desses pombos. E a cada repetição do comportamento seguido pela recompensa pela comida, ia intensificando a superstição.

Superstição humana

Tal como os pombos desenvolveram a superstição. Por um comportamento aleatório ser recompensado ao acaso. Cada pessoa desenvolve a sua própria superstição. Como uma cueca da sorte, um amuleto da sorte, um ritual, uma reza… Enfim, cada pessoa possuí a sua. Assim como cães.

Porém a superstição não serve apenas para o ganho de boas recompenças. Mas também, para afastar consequências aversivas, como por exemplo, o azar. E isso acontece quando a pessoa executa algum comportamento e esse antevê alguma coisa ruim. Então ela passa a dizer que fazer aquilo dá azar.

Algumas superstições humanas são: o chinelo virado pode matar a mãe; andar de costas, passar por baixo da escada, guarda-chuva aberto dentro de casa, quebrar um espelho e gato preto dá azar; varrer os pés afasta o casamento, coceira na palma da mão é dinheiro; orelha quente ou vermelha é que estão falando mal; bater três vezes na madeira afasta azar…

Superstição canina

Cada cão desenvolve, da mesma maneira que os pombos, a sua própria superstição.

Como latir para a porta do apartamento com o intuito de afastar as pessoas que passam nos corredores. Que é recompensado, pois na grande maioria das vezes as pessoas estão apenas de passagem. Mas para o cão, foi o latido que as afastou.

Na hora em que os tutores pegam a guia para levar o cão passear. Eles ficam eufóricos, e expressam repetidas vezes o mesmo comportamento, esperando ser recompensado com o passeio. Alguns pulam, outros correm, choram, latem, giram, correm até a porta. Cada um com sua superstição.

Os tutores sempre conhecem bem os seus cães a ponto de dizerem “- Quando ele faz aquilo é porque quer tal coisa”. Mas o início desse comportamento é por uma superstição, um comportamento aleatório que antecedeu uma dada recompensa.


REFERÊNCIAS

HOLLAND, James Gordon; SKINNER, Burrhus Frederic. A análise do comportamento. 6° ed. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária Ltda, 1975.

5 visualizações
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

 Adestramento Pacífico é um prestador de serviço profissional com objetivo de orientar e solucionar comportamentos indesejados dos pets, através de estudos atualizados e as mais modernas técnicas, melhorando o convívio e bem estar das famílias com um atendimento exclusivo e personalizado. 

Todos os conhecimentos publicados serão revisados e certificados com embasamento científico. Nosso objetivo é capacitar ao máximo todas as pessoas interessadas em animais domésticos.

© 2017 POR ADESTRAMENTO PACÍFICO.